Voltar para o Blog

Entendendo os cistos mamários

O que são cistos mamários?
Cistos mamários são alterações benignas das mamas e representam uma das causas mais comuns de nódulos mamários. Podem surgir em qualquer faixa etária, mas, principalmente, em mulheres antes da menopausa (35-55 anos) e são menos comuns após esta.

Quais as causas?
Sua causa é discutível mas acredita-se ter relação com alterações hormonais (estrogênio e progesterona) e seus efeitos sobre o tecido mamário, levando à obstrução e dilatação dos ductos e formação dos cistos.

Quais os sintomas dos cistos mamários?
A maioria dos cistos mamários não produz sintomas, sendo descobertos acidentalmente através de exames de imagem de rotina. Porém, às vezes, manifestam-se como nódulos arredondados, de crescimento rápido, associados a dor súbita e intensa.

Como é feito o diagnóstico?
Quando volumosos, os cistos mamários podem ser notados através do exame físico (palpação das mamas) como nodulação arredondada e dolorosa. Porém, a maioria dos cistos só é identificada através da ultrassonografia, que é o método mais sensível para o diagnóstico. A correlação da ultrassonografia com o exame físico e a mamografia é muito importante para o correto diagnóstico.
À ultrassonografia, os cistos podem ser classificados em:
• Simples: são cistos preenchidos por líquido fluido. São benignos e não necessitam de acompanhamento ou biópsia.
• Complicados: quando são preenchidos por líquido espesso. Nestes, a probabilidade de malignidade é de cerca de 0,3%.
• Complexos: são cistos que se apresentam com área sólida em seu interior. Normalmente, têm indicação de biópsia, porém, é imprescindível sua correlação com exame físico e mamografia.

Qual o tratamento dos cistos?
Normalmente, o tratamento dos cistos mamários é conservador (acompanhamento), porém, quando o cisto é sintomático, o tratamento de escolha é a punção aspirativa por agulha fina (PAAF). A PAAF é um procedimento de fácil execução e pouco doloroso. É um método tanto diagnóstico quanto terapêutico, uma vez que através da PAAF pode-se fazer o esvaziamento do cisto e também, envio de material para análise (citologia) quando este apresenta aspecto suspeito (por exemplo, hemorrágico). A realização de cirurgia está reservada para os casos em que se necessita afastar malignidade.

Para maiores detalhes, consulte seu Mastologista!

Gostou? Então ajude a compartilhar!

Tags: